fazer intercambio - projeto intercambio

Você quer mesmo fazer intercâmbio?

Você pode até achar que a resposta para essa pergunta é um “é claro que eu quero!” mas não é tão simples assim.

No primeiro post do blog eu mostrei como o objetivo é o principal fator que vai colocar seu plano de fazer um intercâmbio pra frente.

Mas pode ser que esse não seja exatamente seu objetivo. Talvez você só queira viajar, por exemplo, e para isso não é necessário fazer intercâmbio.

Mas como saber se é isso mesmo que você quer? Bom, para chegar a uma conclusão você precisa de duas coisas: 1) entender o que é um intercâmbio e 2) reconhecer suas preferências.

Então vamos lá entender esses dois pontos para você finalmente traçar um objetivo.

O que – realmente – é um intercâmbio?

“É viajar para outros países e viver altas aventuras!”

Não necessariamente nessa mesma ordem.

Viajar e viver aventuras é simplesmente viajar, intercâmbio implica estudo e/ou trabalho.

Quando planejamos intercâmbio, não é só sobre o destino, temos que escolher o queremos fazer – um curso de línguas, um college ou até mesmo um estágio, além de diversas outras opções que estão disponíveis no site de qualquer agência de intercâmbio.

E sabe o que isso implica? Passar 4 horas ou mais dentro de uma sala de aula ou empresa quando você poderia estar na rua vivendo as tão desejadas altas aventuras.

Você, definitivamente, não vai perder a parte aventurística. Mas sua viagem não vai se resumir a isso. Você vai ter que ralar para fazer um curso intensivo ou mostrar serviço numa empresa estrangeira.

Outro ponto muito importante para lembrar ao escolher intercâmbio é que ele custa. E custa muito!

Enquanto o custo com a viagem é basicamente passagem + hotel + dinheiro pra comprar bugiganga, intercâmbio é isso + curso. E esses cursos para estrangeiros nunca são baratos.

E eu não estou nem contando o que você pode gastar com agências de intercâmbio + visto de estudo/trabalho.

Tendo isso em mente, metade da questão já está resolvida.

Agora é hora de reconhecer suas preferências!

Você já entendeu o que é um intercâmbio, então já pode entender se é isso mesmo que você quer fazer.

Para facilitar sua vida, separei alguns questionamentos que você pode fazer para si mesmo(a) e dessa forma reconhecer, de fato, suas preferências.

Leia cada um e pense com calma. Depois de analisar, escolha qual se encaixa mais com o que está buscando e entenda se você quer mesmo fazer um intercâmbio.

Para você, não é um problema passar horas dentro de uma escola/empresa, afinal realmente quer/precisa fazer o curso! (Então o intercâmbio é para você)

Quando pesquisa intercâmbio, passa mais tempo olhando destinos e pontos turísticos. (Talvez você só queira viajar)

Quer trabalhar em uma área que em outro país tem mais oportunidade de emprego e crescimento. (Meu caso aqui, então bora intercambiar comigo)

Está afim de viajar, não tem dinheiro e uma bolsa de estudos com tudo pago pode ser a solução. (SE conseguir uma bolsa dessas, vai na fé)

Quer viajar e intercâmbio parece ser a melhor opção. (Você pesquisou TODAS as opções?)

Quer migrar para outro país e através de intercâmbio é mais fácil. (Pode ser mais fácil mas também é mais caro e demorado, então pesquise se é a MELHOR opção)

Mãe/pai/responsável quer que você faça um intercâmbio. (Ah, ok. Então faça ué, se eles estão pagando. Se não estiver afim mesmo é só falar não)

Só quer viajar mesmo. (Então vai viajar! Pra que perder tempo e dinheiro com intercâmbio se você não se importa?)

Gostaria de ajudar populações carentes e quer fazer trabalho voluntário em países mais necessitados. (O gesto é lindo então vá mesmo, você pode viajar e ajudar ao mesmo tempo. Só se lembre que tem muita comunidade carente no Brasil também, então comece a fazer o bem por aqui para com o tempo abrir seus horizontes)

Todo mundo fala que fazer intercâmbio é legal então quer fazer também. (Todo mundo diz que açaí é uma delícia e ainda assim tem gente que não gosta ou se todo mundo pular da ponte você pula também? ou sua mãe disse que você não é todo mundo)

Percebi que não quero fazer intercâmbio. E agora?

A resposta é simples! Agora você vai procurar outras opções.

Se você percebeu que na verdade não quer fazer intercâmbio, só quer viajar mesmo, é chegada a hora de procurar como realizar esse sonho.

Assim como eu defini fazer um intercâmbio como meta, você deve definir viajar como meta.

Mas tenha em mente que meta nunca pode ser algo genérico.

“Quero viajar!”

via GIPHY

Ok, isso eu já entendi! Mas pra onde? Quando? Com que dinheiro?

Coloque no papel os lugares por onde quer passar e defina uma ordem de quais quer conhecer primeiro. Pesquise os prós e os contras de cada destino, quanto custa, quando você pode ir, etc.

Basicamente, você tem que realmente definir uma meta.

A partir daí, você poderá definir opções do tipo:

  • Guardar dinheiro para viajar com toda a pompa e circunstância;
  • Fazer mochilão;
  • Ou até mesmo fazer um bendito de um intercâmbio…rs

Enfim, o COMO você vai alcançar a meta já depende de você mas espero com esse texto ter te ajudado a começar definir suas metas.

Agora, se percebeu que é intercâmbio mesmo o que você quer, continue acompanhando o blog para descobrir mais dicas e sacadas interessantes para poder realizar seu sonho.

Aproveite para assinar a newsletter e não perca nenhuma novidade!

Inscreva-se
E receba as novidades do blog em seu email toda quinta-feira!
Eu respeito a sua privacidade!

Inscreva-se na Newsletter!
E receba as novidades do blog em seu email toda quinta-feira!
Eu respeito a sua privacidade!